A Lituânia é um país com uma história muito rica situado ao lado da Rússia. Apesar de ser pequeno, com a sua rica história existem muitas curiosidades da Lituânia a conhecer. Uma delas foi a sua primeira menção, em fevereiro de 1009 – mais de um milênio atrás.

A Lituânia é oficialmente conhecida como a República da Lituânia, e é uma de três repúblicas bálticas situadas ao lado da Rússia, sendo as outras a Letônia e a Estonia. O país é membro da União Europeia (UE) e a sua capital é Vilnius.

Neste artigo vamos falar sobre algumas curiosidades da Lituânia que merecem ser mencionadas. Afinal um país com já um milênio de existência tem certamente muita riqueza cultural a ser partilhada. Aqui vão algumas das mais interessantes.

Curiosidades da Lituânia que não esperava saber

1. Fundação Medieval

A primeira menção da Lituânia na história foi em 1009, mas a fundação oficial do país foi em julho de 1253, na idade Medieval. Chegou a entrar numa união pessoal com a Polónia em 1386 e foi mais tarde, em 1795, alvo de uma ocupação russo-prussiana, tendo declarado independência em 1918 para em 1940 ser ocupada pela União Soviética.

Todas estas datas levam mais tarde a 1990, quando voltou a restaurar a sua independência, que poderá vir a ser garantida por muito tempo graças à sua entrada em 2004 na União Europeia.

2. Quebra da Cortina de Ferro

Esta é das curiosidades da Lituânia que todos deviam saber: este foi o primeiro país a se tornar independente da União Soviética, celebrando até hoje o seu Dia da Restauração da Independência a 11 de março.

Celebram, também, um dia da independência a 16 de fevereiro, altura em que se libertaram da ocupação anterior. A história dfeste país torna-se, assim, uma de resiliência.

3. Foi dos maiores da Europa

No final do século XIV, apesar de todas as peripécias que passou e iria vir a passar, a Lituânia foi um dos maiores países da Europa, com território que incluia a moderna Bielorússia, o oeste ucraniano, e partes da atual Rússia e Polônia.

Ainda hoje em videojogos medievais é retratado com o gigante que outrora foi, apesar de agora ter um território relativamente reduzido.

4. Cerca de 33% do território é ocupado por florestas

O território da Lituânia, por si, já é pequeno em comparação a alguns dos seus vizinhos. Para mais, um terço do seu território é ocupado por florestas e parques naturais, o que na realidade aumenta a beleza deste país báltico.

5. Das línguas mais antigas

O lituano, a lingua oficial do país, é das mais antigas que ainda hoje se falam. Teve origem nas tribos indo-europeias o que faz dela uma das mais antigas do Velho Continente, a Europa.

6.  Basquetebol é o desporto de eleição

Apesar de na Europa o futebol ser um desporto extremamente popular, com alguns países Europeus a serem repetidamente campeões do mundo nesse desporto, na Lituânia o desporto de eleição é o basquetebol.

Existiram já várias estrelas do país a chegar à famosa NBA, com a maior estrela a ser, discutívelmente, Arvydas Sabonis.

7. Pode ser o centro da Europa

Um estudo feito em 1989 por um cientista francês declarou que a Lituânia era o centro da Europa. O verdadeiro centro é difícil de definir pois não se sabe bem onde começa e acaba a Europa e começam outros continentes.

Assim, há vários locais que são candidatos a centro da Europa, incluíndo em países como  a Estonia, Eslováquia, e Hungria. Da Lituânia, o candidato é a aldeia de Girija, perto de Vilnius.

8. Está cheia de lagos

A Lituânia é um país que está cheio de lagos, tanto que tem aproximadamente um total de 6,000 ao longo do seu território, que perfazem uma área de 950 quilômetros quadrados, ou cerca de 1.5% do seu território total.

9. Patrimônio da Humanidade

Na república báltica há o istmo da Curlândia, um istmo de dunas de areia de 98 quilômetros de extensão estreito e curvado, que separa a laguna da Curlândia do mar Báltico, e foi considerado patrimônio da Humanidade por parte da UNESCO.

Acredita-se que este se tenha formado no terceiro milênio a.C. e apesar da sua dimensão apenas 52 quilômetros pertencem à Lituânia, sendo que o resto está tecnicamente em território da Rússia devido à presença do gigante nesta região.

10. Último a converter-se

O Cristianismo tomou de assalto a Europa e a Lituânia foi um dos países quem ais resistiu a esta religião, sendo o último país no Velho Continente a converter-se. Assim, existem agora misturas interessantes de tradições pagãs e cristãs no país.

11. Não se assobia em espaços fechados

Associar em espaços fechados, como casas, lojas, e afins, atrai pequenos demônios de acordo com as crenças da Lituânia, logo é associado a má sorte. Fazer isto é um erro especialmetne se o fizer perto dos mais supersticiosos.

12. Rio verde esmeralda

Todos os anos, o rio Vilnia na Lituânia é tingido de verde esmeralda brilhante para o dia de são Patrício, seguindo uma ideia de Chicago dos anos sessenta. Esta surgiu quando canalizadores irlandeses descobriram um modo inofensivo de tingir a água dos rios.

A decoração, que também se faz em Chicago em si. já se tornou uma autêntica atração turísticas local, atraíndo turistas para verem o rio verde esmeralda.

13. Vovó Páscoa

Os ovos da Páscoa na Lituânia não são distribuidos pelo coelhinho da época, mas sim pela Vovó Páscoa. Os coelhos estão para ela como os elfos estão para o Papai Noel, ajudando apenas a decorar e a carregar os ovos para o seu carrinho antes de esta os distribuir.

14. Cegonhas são símbolo nacional

Na Lituânia as cegonhas são um símbolo nacional e acredita-se que esta traz harmonia para as casas onde decide fazer seu ninho. As crianças lituanas acreditam que as cegonhas trazem os bebês, e em março celebra-se o Dia da Cegonha.

Neste dia, penduram-se presentes para crianças em galhos e acendem-se fogueiras de palha, entre outros rituais que são vistos com origem dos tempos pagãos.

15. Aroma da Lituânia

Esta é uma curiosidade da Lituânia cheirosa: é o único país do mundo a ter o seu próprio aroma, chamado do aroma da Lituânia. Este é uma mistura de flores silvestres, sândalo, almíscar, gengibre, e framboesa.

16.  Micro-nação em Vilnius

Existem poucas micro-nações em toda a Europa e uma delas, a República de Uzupis, está situada na capítal da Lituânaia, em Vilnius. Esta tem o seu próprio presidente, hino, e bispo, além de duas igrejas e um cemitério.

A nação tem ainda sete pontes e a sua constituição dá a entender as origens artísticas que tem, com leis afirmando que todo o mundo tem direito a morrer mas que “não é uma obrigação,” e que todos têm direito “de não entender nada.”

17. Fundação de baloiços

Vilnius tem uma fundação anônima que instala baloiços um pouco por toda a citada, alterando a sua localização de vez em quando. Todo o mundo gosta de brincar nestes, e alguns acreditam que a sua origem vem daí.

18. Obrigado parece um espirro

A palavra lituana para “obrigado” (A?i?) tem uma pronuncia muito próxima da do espirro, o típico “achoo.” Claro que vale a pena entender que para ouvidos treinados nada tem a ver, mas para os nossos parece semelhante.

19. Experiência de regime

As curiosidades da Lituânia passam ainda por experiências únicas no país, que passam por uma autêntica experiência de regime totalitarista por três horas. Os turistas pagam para serem tratados como quem vivia em 1984 na União Soviética, sendo até mal tratados por guardas numa simulação ao vivo.

20. Prato parecido com Zepelim.

Um dos mais populares pratos na Lituânia é o cepelinai, que ganhou o seu nome por ser parecido a um Zepelim, um tio de dirigível cujo nome em si é uma homenagem ao Conde alemão Ferdinand Von Zeppelin. Este foi pioneiro no desenvolvimento deste tipo de dirigíveis.

Os cepelionai são em si uma espécia de dumplings feitos com batatas e carne picada ou queijo ou cogumelos.

Imagem de destaque criada com Adobe Spark.