Marque já a sua próxima viagem através do Booking.

Turista que é turista sempre tem debaixo do braço um dos famosos guias da cidade que vai visitar. Os guias de turismo sempre são úteis em qualquer viagem que você resolva fazer, já que mostram e descrevem com facilidade os principais pontos turísticos do local.

Há guias para as mais diversas localidades e pontos turísticos do mundo inteiro. Então basta você escolher um destino e procurar o guia turístico antes de viajar. Trace o melhor trajeto que você possa imaginar para conseguir ver tudo o que o local oferece.

mapa-guiasMas não se baseie totalmente pelos guias turísticos, tanto os de papel quanto os que você encontrar pelo caminho. Há alguns bem desatualizados e que vão fazer você  perder tempo ao invés de encontrar o melhor caminho para a sua viagem.

Por isso mesmo, quando for viajar para algum país ou cidade, conheça um pouco do idioma local para poder perguntar caso você se perca no meio do caminho ou queria descobrir algum local que não consta no guia turístico.

Algumas operadoras de turismo fazem um pacote fechado que inclui o guia turístico. O problema de fechar esses pacotes é que você fica preso aos horários e roteiros específicos da operadora e pode perder a oportunidade de explorar o local sozinho.

Para quem tem medo de ficar perdido em um país desconhecido, a melhor saída é ficar mesmo com o grupo que é coordenado pelo guia turístico, assim você pode conhecer com segurança o local. Em outra ocasião você pode tentar se aventurar sozinho pelo local.

Nos guias e mapas turísticos constam além da maneira mais fácil de se visitar o local, o horário de funcionamento, o preço da entrada e o que você pode contemplar no local.Alguns guias contém um pequeno dicionário de frases mais comuns para você se desvencilhar de algum imprevisto, caso prefira poderá levar consigo um dicionário do idioma local para entender melhor o que se passa a sua volta. 🙂

– Preste muita atenção a essas recomendações antes de colocar o pé na estrada, caso vá viajar sozinho esteja sempre atento as dicas de segurança como:

– Evitar lugares desertos, evitar andar por ruas desconhecidas a noite, bem como falar com qualquer pessoa. Se precisar de informações ou se estiver aflito procure um policial e peça informações à ele, caso esteja num comboio ou estação rodoviária procure falar com os funcionários locais em vez de falar com pessoas que estejam paradas no local.

– Se você tem um telemóvel de última geração e com acesso a internet ele pode ser muito útil, pois através dele você poderá acessar o Google Maps que é o melhor guias online da atualidade!

Pode parecer alarmismo, mas já vi diversas pessoas em situações difíceis por ir pedir informações à qualquer pessoa. Por isso toda atenção é pouca! 🙂

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa Tarde,
    Meu nome é Paulo Padilha, sou guia de turismo cadastrado no Ministério do Turismo, trabalho e resido em Pirenópolis/GO. Não concordo e fico perplexo o que foi colocado no texto acima. É de estrema importância, os turistas contratarem um guia credenciado, já houve vários casos em Pirenópolis, pessoas que resolveram sair pelo meio do mato sozinhas, se perderam, foram picadas por cobras e outros imprevistos, inclusive, não saberem nada, como: nome das plantas, história local, fauna e flora do local. Há cidades que é obrigatório os passeios, com guia, como Bonito/MS e Fernando de Noronha. A profissão do Guia de Turismo, é a única reconhecida pelo Ministério do Turismo, em vez de incentivar os turistas irem sozinhos aos passeios, c/ mapinha, deveria sim em contratarem um guia credenciado, é uma maldade de sua parte, pois, é o nosso trabalho.

    • Boa tarde Sr. Paulo,
      O Big Viagem não quis invalidar a profissão do guia de turismo, tão pouco fazer maldade nenhuma, e tão pouco aqui se referiu a viagens exóticas, expedições, matas, trilhas, deserto, pantanal, florestas, rios, e cachoeiras.
      A referência aqui é para cidades no exterior, é claramente possível se visitar Portugal e Espanha sem nenhum guia turistico e falo isso porque já o fiz. Outros países falando minimamente o ingles ou espanhol tb é possível faze-lo. Até pq estamos falando de Europa países considerados minimamente civilizados! 😉

      Aqui ninguem está aconselhando as pessoas se embrenharem na mata, nas favelas do Rio de Janeiro, fazer safari, entrar em becos escuros, em trilhas, em cachoeiras, no rio Amazonas, Pantanal, ou algo do gênero. Com certeza que quero acreditar que ninguém seria maluco suficiente para achar que poderá fazer uma viagem ou excursão desta sem um GUIA LOCAL!!!!!!!!!!!!!

      Muitas pessoas preferem não estarem presas aos horários rígidos da visitação em grupo a um museu, e isso é um direito de todo cidadão. Numa viagem em excursão o tempo é pouco, o guia se desdobra em ’10’ para falar em 4 idiomas ou mais, perde-se tempo e no final pouco se viu ou se aprendeu. Tb não é nada agradável, pq o tempo é curto, ter de fazer 600 ou 800 km entre cidades num só dia, isso tudo cronometrado, ou seja almoço com tempo contado, parada com tempo contado, etc. Já fiz isso na Europa e joguei meu dinheiro no lixo!!!!!!!!!!!!!!!

      Outras pessoas preferem a cômodidade de contratar uma agência de turismo e ter um guia de turismo, e viajar conforme as regras da empresa, é puramente uma questão de opção. Cada uma sabe o que é melhor para si, afinal nascemos felizmente num país livre onde podemos expressar nossas vontades e opiniões não é mesmo? Já outros povos não tem a mesma felicidade que nós! 😉

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here