A cidade de Volta Redonda, no estado do Rio de Janeiro, é conhecida pelo epíteto de Cidade do Aço, graças à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), É certo que o turismo não é propriamente a sua vocação, mas tem muito para visitar para quem busca o que fazer em Volta Redonda.

A CSN foi fundada em 1941 e, desde então, alterou definitivamente a identidade da cidade. No entanto, não se pense que esta é apenas uma cidade industrial.

De fato, quando se fala em industrialização pensamos em cidades cinzentonas, fumarentas e com muitas chaminés. Volta Redonda não podia ser mais diferente. A CSN é um importante motor de desenvolvimento, mas que tem funcionado sobretudo como charneira, uma vez que a cidade tem uma personalidade própria muito característica e forte.

Fundada por peregrinos Jesuítas, que chegaram aquela região de puris e acaris no início do século XVIII, Volta Redonda começou a ganhar a forma que tem hoje em 1860, com a criação do Arraial de Santo Antônio da Volta Redonda.

Com a chegada da ferrovia à região, impulsionada por D. Pedro II, a evolução da população nunca mais para, num crescimento exponencial que recebe o seu último impulso com a implantação da siderurgia. Volta Redonda abraça definitivamente a industrialização e a contemporaneidade.

Atualmente, segundo os últimos dados oficiais, Volta Redonda conta com uma população de quase 300 mil habitantes, tornando-o numa das principais cidades do estado do Rio de Janeiro.

É delimitada geograficamente pelos municípios da Barra Mansa, a norte, da Barra do Piraí, a Nordeste, do Pinheiral e Piraí a Leste e o Rio Claro, a Sul. Volta Redonda é ainda banhada pelo Rio Paraíba do Sul, que corta a região, e é responsável por todo o abastecimento hídrico do município.

A cidade já foi considerada uma das mais poluidoras do Brasil, mas um esforço das autoridades locais têm revertido essa situação, com a implementação de várias políticas ambientais. Isso permitiu melhorar consideravelmente a qualidade de vida de Volta Redonda, tornando-a numa cidade muito acolhedora e virada para as famílias, que encontram aqui estabilidade para um futuro mais brilhante e promissor.

O que fazer em Volta Redonda

Hotel Bela Vista

Para quem visita Volta Redonda, o Hotel Bela Vista tem que ser, obrigatoriamente, a porta de entrada. É certo que é a maior e mais conceituada unidade hoteleira da cidade, mas mesmo que não fique aí hospedado, uma visita ao hotel é obrigatória.

Isso porque o seu varandão é um dos ex-librís de Volta Redonda, donde consegue ter a mais completa e ampla vista de toda a urbe. Além disso, o hotel tem ainda um restaurante muito interessante, onde pode almoçar a desfrutar dessa vista encantadora, de cortar completamente o fôlego.

Fazenda Santa Cecília

É precisamente a natureza o principal atrativo para quem procura o que fazer em Volta Redonda para todos os que chegam de fora. O Parque Natural Fazenda Santa Cecília de Ingá não só é a maior mancha verde da cidade, como é também uma das suas principais atrações.

É ideal para todos os amantes da natureza, que pretendam se reconectar com a Mãe Terra, mas também indicada para quem busque uma caminhada relaxante, um picnic com a família ou apenas respeitar ar puro.

Também os amantes das atividades desportivas podem aproveitar o parque para uma corrida ao final do dia ou ao início da manhã, quando o clima é fresco e agradável.

Zoológico Municipal

Por falar em famílias, Volta Redonda é ainda um importante destino turístico para quem tem crianças, uma vez que é aqui que se encontra o Zoológico Municipal.

Fica situado no parque verde de Vila Santa Cecília e tem como nome oficial Parque Municipal da Criança, o que demonstra desde logo qual o seu foco principal.

Fundado em 1981, o zoológico conta com mais de 400 animais de 100 espécies distintas, oferecendo todas as condições para a sua vivência confortável e com uma estrutura super cómoda para quem o visita.

É uma das zonas de lazer mais procuradas na região, até porque este é o único parque do género em todo o interior do Rio de Janeiro.

Morro da Torre da TV

Outra das principais atrações para quem procura o que fazer em Volta Redonda é o morro da Torre da TV. Aqui, onde se situa a antena de retransmissão televisiva, foi erguido um pequeno mirante, que tem uma vista incrível sobre a cidade. Este é um morre com 512 metros de altitude, o que lhe garante uma vista privilegiada sobre a CSN também e grande parte do rio Paraíba do Sul.

Praça Sávio Gama

Um dos melhores exemplos de Volta Redonda em que a natureza encontra a cidade, é a Praça Sávio Gama, que homenageia o primeiro prefeito do município.

Aqui, onde se ergue o Palácio 17 de Julho, casa da democracia de Volta Redonda, foi desenhado o chamado projeto de paisagismo, que pretende mostrar aos visitantes e locais quatro estilos de arquitetura paisagista do mundo.

São então quatro jardins ao estilo asiático, europeu, africano e americano. No primeiro, as tuias, azáleas e uxórias recriam a poda escultural típica do Japão, como estamos habituados a ver nos pequenos bonsais, por exemplo.

No segundo, o jardim privilegia o formalismo, com a estatuária a demonstrar a riqueza dos jardins franceses e ingleses.

No terceiro, os catos e as barbas-de-bode ornamentam um jardim de grande exposição solar; e o último aposta fortemente nas flores ornamentais, como as orquídeas e bromélias.

Memorial do 9 de Novembro

Ainda na parte arquitetónica, outro dos ex-líbris é o Memorial do 9 de Novembro, assinado por Oscar Niemeyer, o mais reputado dos arquitetos brasileiros e um dos grandes nomes mundiais. Situado na Praça Juarez Antunes, também na Vila Santa Cecília, o monumento presta tributo a três operários que foram assassinados durante os confrontos com o exército durante a famosa greve de 1988.

O memorial sofreu um atentado à bomba no dia seguinte à inauguração, tendo sido mantido destruído a pedido do próprio Niemeyer, que adicionou uma placa com a seguinte mensagem: “Um monumento aqueles que lutam pela Justiça e pela Igualdade”.

Chaminé Centenária

 Destaque ainda para a Chaminé Centenária, uma chaminé que foi mantida na cidade como memória do passado e símbolo do seu desenvolvimento r progresso.

 Esse marco histórico da cidade sobreviveu à demolição da fábrica de cana de açúcar e aguardente do Doutor José Rodrigues Peixoto, em 1985, e com os seus 40 metros de altura é um ícone de Volta Redonda, marcando o skyline da cidade.

O seu caráter iconoclasta é reforçado todos os natais, quando é colocado um Papai Noel a subir por uma escada até ao topo da chaminé, não deixando ninguém indiferente ao passar por ali.

Estádio Raulino de Oliveira

Volta Redonda é ainda a terra do time de futebol homónimo, que joga na Série C, do Brasileirão. O time veste preto, amarelo e branco e é apoiado fortemente pelos torcedores locais. Assistir a uma partida do Volta Redonda no seu estádio é também uma experiência muito particular e poderosa, especialmente para os amantes de futebol, mas também todos os que procuram algo divertido a fazer em Volta Redonda.

Memorial Zumbi dos Palmares

Finalmente, do ponto de vista cultural, Volta Redonda também é uma cidade muito atrativa e apelativa. O Memorial Zumbi dos Palmares, erguido em homenagem ao último líder quilombola brasileiro, é um marco da cultura negra da cidade, palco de muitas manifestações. Na sua estrutura metálica são promovidos vários eventos culturais, assim como exposições no seu salão respetivo.

Memorial a Getúlio Vargas

Destaque ainda ao Memorial a Getúlio Vargas, o antigo presidente brasileiro. No memorial está parente uma exposição permanente, onde pode descobrir mais sobre a vida de uma das figuras mais proeminentes da República do Brasil. A Fundação Getúlio Vargas esteve envolvida na sua elaboração, o que garante a sua credibilidade histórica e sociocultural.

Apesar de não ser o destino turístico mais óbvio do Brasil, Volta Redonda é uma cidade bem interessante para quem a visita. Esse também é um fato muito positivo. Ao não ter sucumbido ao turismo de massas, como muitas outras cidades atualmente, Volta Redonda manteve a sua identidade, sem cair numa descaraterização urbanística gratuita.

Podemos assim dizer que é um segredo bem guardado do estado do Rio de Janeiro em particular e do Brasil em geral, que merece ser descoberto por todos, incluindo locais e estrangeiros. É uma cidade muito acolhedora, confortável e com muita oferta, tanto para famílias como para casais, e saber o que fazer em Volta Redonda ajuda a tornar tudo melhor.