Marque já a sua próxima viagem através do Booking.

Se você está pensando em viajar para fora do seu país, para estudar, trabalhar ou para turismo; é bom saber algumas regras de boas maneiras para viajantes, para evitar cometer gafes imperdoáveis, evitar situações constrangedoras e até desrespeitosas. O  livro “Guia de Boas Maneiras para Viajantes” de Barbara Ronchi della Rocca (Ed. Itália Nova) traz dicas preciosas de como se comportar e agir em certos países.

O “Guia de Boas Maneiras para Viajantes” é dividido em “roteiros” referentes aos diversos países para facilitar a consulta, esclarece detalhes sobre como vestir-se, como dirigir-se às pessoas, além de indicar quais são os  comportamentos que devemos evitar em determinados países.

Aqui vão algumas dicas de boas maneiras e curiosidades citadas no livro:

Japão: Beijar uma mulher em público, mesmo no rosto, é considerado deselegante e desrespeitoso, limite-s e a fazer um vênia.

Portugal: Jamais trate alguem por “tu”, isto significa ter muita intimidade com a pessoa, e você pode ganhar uma má resposta por isso.

Espanha: É falta de educação falar ao celular em público,  sentar-se incorretamente, ou pentear-se e retocar o batom em público.

Austrália: Não se deve assoar ou limpar o nariz em público, isto demonstra total falta de educação.

Grécia: Espalmar a mão em recusa de algo que lhe é oferecido, ou expo-la  de forma aberta é um insulto aos gregos. Fazer o V da vitória significa ?vá para o inferno.

Holanda: Alisar o nariz com o indicador enquanto significa que a pessoa de quem se fala é má e avarenta.

Dica pessoal do Bigviagem.com: Também evite o hábito de tocar na pessoa, nas mãos ou nos braços, quando estiver conversando.  Aliás este hábito muito comum entre os brasileiros, deve ser evitado em quase todos os países, já que tocar na mão, o dar uma palmadinha de leve no braço significa ter extrema intimidade com uma pessoa.

3 COMENTÁRIOS

  1. Embora ter gostado bastante do post e der apreendido umas coisas novas, não concordo muito com a de Portugal, sim, deve-se tratar as pessoas por você e não tu, mas se tratar por tu, a maioria das pessoas não têm nenhuma reacção drástica, aliás alguns até fazem questão disso!

    E em Espanha, pelo menos a última vez que lá fui, muita gente falava ao telemóvel em público…

    mas gostei do conceito!

    • Olá Olhar de Viajante 🙂
      Obrigada pelo seu comentário, pois acho que então em Portugal eu não tive sorte, vivo entre Brasil e Portugal há 5 anos, e sempre que tratei alguem por TU sem ter tido ‘”autorização” prévia da pessoa não fui muito bem vista. Enfim, são experiências diferentes…por vezes decorre de outra forma com outras pessoas, comigo não foi bom. Abçs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here