china

A agência de viagens pró-criptomoedas, Travala.com, anunciou que se vai expandir para o mercado Chinês à medida que este recupera da pandemia.

A agência, que tem parcerias com a maior corretora do mundo de criptomoedas Binance, vai além de aceitar dezenas de criptomoedas e moedas fiduciárias como o euro e dólar, passar a aceitar pagamentos em yuan e através do WeChat.

Além disso, usuários vão passar a poder inscrever-se na plataforma também com as suas contas WeChat, além das contas do Facebook, Google, e Binance. Segundo a empresa, ganhar tração na China era um dos seus grandes objetivos, mesmo antes da pandemia.

Segundo a agência de viagens com criptomoedas, voos domésticos na China aumentaram mais de 50% nos últimos 10 anos, chegando aos 2,38 bilhões de viagens por ano. Isto, por cima de um número crescente de turistas Chineses a irem para o Japão, Tailândia, e Coreia do Sul. Segundo dados da indústria, viagens a sair da China têm crescido cerca de 14% ao ano, chegando a 168 milhões de viagens em 2019.

A Travala afirma que consegue preços competitivos – por vezes 40% mais baixos do que a competição – através do uso de criptomoedas. Além disto, beneficia de um programa de recompensas baseado na sua criptomoeda AVA.

Em declarações à CoinDesk o CEO da empresa, Juan Otero, revelou que a expansão para a china põe a Travala numa posição de tomar partido das viagens domésticas a crescer na China, à medida que o país recupera do impacto da pandemia.

A Travala permite viajar para mais de 2 milhões de destinos em todo o mundo usando criptomoedas. Tem parcerias tanto com a Expedia como com a Booking para partilharem locais para viajar entre as suas plataformas e expandirem modos de pagamento disponíveis.